Responsabilidade social das empresas
Como parte da sua missão, a saber melhorar a qualidade de vida dos seus clientes, oferecendo-lhes produtos e serviços financeiros que satisfaçam as suas necessidades, o Coris Bank International Guiné-Bissau (CBI-GB) tem um impacto na sociedade e no ambiente de negócio através das decisões que toma e das actividades que realiza. Consciente deste facto, o CBI-GB decidiu assumir plenamente esta situação, implementando uma abordagem estruturada de Responsabilidade Social Empresarial (RSE) a fim de limitar os seus impactos negativos e melhorar os seus impactos positivos sobre as partes interessadas e sobre o desenvolvimento sustentável.

1. POLÍTICA DE RSE

Cada uma destas ambições é dividida em compromissos que serão objecto de iniciativas destinadas a alcançar os objectivos desejados.

Esta Política, estabelecida com base na norma internacional ISO 26000, pretende ser o quadro formal da contribuição do CBI-GB para os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável adotados pelas Nações Unidas em 2015.

2. FINANÇAS SUSTENTÁVEIS

O Coris Bank International Guiné-Bissau integra preocupações ambientais, sociais e climáticas.

2.1 - Sistema de Gestão Ambiental e Social

Como intermediário financeiro, o Coris Bank International Guiné-Bissau não implementa directamente projectos, mas assegura através do seu Sistema de Gestão Ambiental e Social (ESMS) que os projectos implementados com o seu financiamento têm um impacto minimamente negativo sobre o ambiente e a sociedade.

2.1.1 - Normas ambientais e sociais

Este é um conjunto de critérios que os clientes do Coris Bank International Guiné-Bissau são obrigados a respeitar ao longo do financiamento em termos de identificação e de gestão de riscos e impactos ambientais, bem como sociais. Para a avaliação dos projectos para os quais é solicitado financiamento, o Coris Bank International Guiné-Bissau aplica as normas de desempenho ambiental e social da Sociedade Financeira Internacional (SFI)

2.1.2 - Lista de exclusão

O Coris Bank International Guiné-Bissau compromete-se a não realizar operações de financiamento nos sectores de actividade que figuram na lista de exclusão. Esta é uma lista de todas as actividades que o Coris Bank International Guiné-Bissau considera inaceitáveis, tanto ambiental como social, razão pela qual não são elegíveis para financiamento.

2.1.3 - Sistema de categorização de riscos ambientais e sociais

Dependendo do nível de risco ambiental e social, as candidaturas elegíveis são classificadas numa das seguintes categorias ambientais e sociais:

Categorica Nível de risco
A
Uma atividade suscetível de ter impactos ambientais e sociais adversos significativos que, individual ou colectivamente, podem ser variados, irreversíveis ou sem precedentes.
B
Actividades susceptíveis de terem impactos ambientais e sociais adversos limitados que, individual ou colectivamente, são em número reduzido, geralmente específicas do local, em grande parte reversíveis e facilmente abordadas através de medidas de mitigação.
C
Actividades susceptíveis de ter um impacto ambiental e social baixo ou mínimo.

A categorização ajuda a determinar as diligências mais apropriadas a serem efetuadas.

2.1.4 - Processo de gestão de riscos ambientais e sociais

O objectivo do processo de gestão de riscos ambientais e sociais é assegurar que as actividades financiadas pelo Coris Bank International Guiné-Bissau tenham um impacto negativo mínimo no ambiente e na população. Permite a tomada de decisões adequadas por parte dos organismos internos de concessão de crédito.

É desencadeado, assim que um pedido de financiamento é recebido, as seguintes etapas:

2.1.5 - Resolução de queixas ambientais e sociais

Qualquer parte interessada (indivíduo, grupo de indivíduos, comunidade, autoridade local, parceiro, ONG, etc.) que acredite ter sofrido um preconceito ou tenha conhecimento de um prejuízo sofrido ou mesmo considere um prejuízo plausível durante a implementação de um projecto financiado pelo Coris Bank International Guiné-Bissau pode formular queixas através dos seguintes canais:

2.2 – Financiamento Verde

A visão do Coris Bank International Guiné-Bissau em termos de financiamento amigo do ambiente é o seguinte: “O banco de referência na Guiné-Bissau para o financiamento da transição económica verde, inclusiva, de baixo carbono e resistente às alterações climáticas“.

A fim de acompanhar a implementação da política ambiental refletida nas prioridades climáticas nacionais e traduzida no programa nacional do Fundo Verde para o Clima, o Coris Bank International Guiné-Bissau pretende contribuir para o financiamento das prioridades climáticas nacionais.

A estratégia de financiamento climático está estruturada em torno de quatro (4) prioridades estratégicas:

2.3 – Projectos e Programas

Informação sobre projectos e programas financiados pelo Fundo Clima Verde.